O que são os Cookies de HTTP e como funcionam?

Todos nós adoramos os cookies, mas e os Cookies de HTTP? Aqui, mergulhará no básico dos Cookies de HTTP, explorando o que eles são, como podem ser utilizados, e vendo as suas vantagens e limitações.
8 min read
What are HTTP cookies blog image

Em detalhe, neste artigo verá:

Definição de Cookie de HTTP

Um cookie de HTTP, também conhecido como “cookie web”, “cookie do navegador”, ou simplesmente “cookie”, é um pequeno pacote de dados que um servidor envia para o navegador web de um usuário. Após serem recebidos e armazenados no navegador, os cookies são enviados de volta para o servidor com cada pedido. Os cookies de HTTP contêm geralmente informações sobre a atividade do usuário e ajudam a manter o estado da sessão entre diferentes sessões de navegação.  

Tenha em mente que o HTTP é um protocolo sem estado. Isto significa que o servidor trata cada pedido como uma operação autónoma e não tem memória dos pedidos anteriores do mesmo usuário. Assim, é necessário enviar informações adicionais com cada pedido para manter o estado de uma sessão do usuário. É exatamente para isto para o que existem os cookies.  

Especificamente, o mecanismo de cookie começa quando o servidor de um sítio web devolve uma resposta HTTP com um cabeçalho Set-Cookie. Este cabeçalho contém alguns dados e uma data de expiração. Quando o navegador recebe uma resposta envolvendo um cabeçalho Set-Cookie, pode armazenar os dados do cookie num ficheiro de texto ou mantê-los na memória. Agora, quando o usuário visita uma página desse sítio web, o navegador enviará o cookie de volta ao servidor no cabeçalho Cookie do pedido.  

Os cookies desempenham um papel fundamental quando se trata de proporcionar uma experiência mais personalizada, manter sessões de registo, e rastrear usuários. Os Cookies de HTTP também podem ser utilizados para fins de segurança e autorização.

Vejamos agora os casos de utilização em que os cookies de HTTP são especialmente úteis.

Finalidade dos Cookies de HTTP

Os cookies de HTTP servem uma variedade de propósitos. Vamos agora saltar para os três mais importantes.

Gestão do Estado/Sessão

Os cookies de HTTP são utilizados por sítios web para lembrar informações sobre uma sessão do usuário. Esta informação inclui sessões de registo, filtros de pesquisa, a posição do scroll numa página longa, e muito mais. Por exemplo, quando um usuário adiciona artigos ao seu carrinho de compras num sítio web de comércio eletrónico, esta informação é armazenada num cookie. Quando o usuário fecha o navegador ou visita outra página, esses dados valiosos não se perdem, mas permanecem seguros no cookie guardado no disco.

Personalização

Os cookies podem ser utilizados para armazenar as preferências dos usuários, tais como língua preferida, tamanho da fonte e cores selecionadas. Esta informação é fundamental para personalizar a experiência do usuário no sítio web, tornando-a mais agradável e acessível.

Rastreamento de usuários

Os cookies permitem seguir o comportamento de um usuário num sítio web, tais como que páginas visita, quanto tempo permanece numa página, e em que links clica. Estes dados podem ser estudados para melhorar a experiência global do usuário, adaptando o conteúdo ou a disposição das páginas em conformidade. Além disso, os cookies são úteis para a coleta de dados analíticos. Por exemplo, Google Analytics coleta dados e reporta estatísticas de utilização do sítio através de um conjunto de cookies.  

Tipos de Cookies

Como acabou de saber, os cookies de HTTP são úteis numa variedade de circunstâncias. Como resultado, existem muitos tipos diferentes de cookies. Vejamos os mais importantes:

  • Cookies de sessão: São temporários e guardados na memória pelo navegador. Só existem até que o usuário feche o seu navegador web. São utilizados para lembrar informações sobre a sessão de navegação atual do usuário num sítio web.  
  • Cookies persistentes: São armazenados no disco rígido do usuário e persistem mesmo depois de o navegador web estar fechado. São normalmente utilizados para lembrar as preferências dos usuários e manter sessões de registo ao longo do tempo.  
  • Cookies de primeira mão: São definidos pelo sítio web que o usuário está a visitar e são utilizados para lembrar informações sobre a sessão e preferências do usuário.  
  • Cookies de terceiros: São definidos por um sítio web diferente daquele que o usuário está a visitar e são geralmente utilizados para fins publicitários ou de rastreio. Alguns exemplos são os cookies do Google Analytics e Facebook.  

Cookies de HTTP: Prós e Contras

Os cookies de HTTP são uma ferramenta versátil e poderosa que cobre várias necessidades. No entanto, vêm também com alguns inconvenientes a considerar. Chegou o momento de investigar os principais prós e contras dos cookies de HTTP.

Prós

  • Fácil de implementar e utilizar: Os cookies são uma forma simples e eficaz de manter o estado da sessão sobre HTTP.  
  • Podem ser armazenados em disco: Os cookies persistentes permitem a retenção de dados da sessão de navegação anterior, mesmo depois de fechar o navegador.  
  • Podem ser partilhados entre páginas e domínios: O mesmo cookie pode ser utilizado por várias páginas do mesmo sítio e por diferentes subdomínios do mesmo domínio.  

Contras

  • Limitados em tamanho e número: A maioria dos navegadores limita o tamanho do navegador a 4 KB e não permite mais de 150 cookies por domínio.  
  • Podem ser apagados pelos usuários: Os cookies podem ser eliminados pelos usuários em qualquer altura diretamente no navegador, o que pode causar problemas aos sítios web que dependem deles.  
  • Riscos de Segurança/Privacidade: Os cookies podem conter informações sensíveis sobre o usuário e representar um risco de segurança. Além disso, os cookies podem ser utilizados para localizar e coletar dados sobre o comportamento de um usuário, o que suscita preocupações em matéria de privacidade.  

Cookies em raspagem da web

Quando se trata de raspagem da web, é essencial que o script de recuperação de dados se comporte de forma semelhante a um ser humano. Caso contrário, as tecnologias antirraspagem adotadas por muitos sítios web podem identificar o seu script de raspagem como um bot e bloqueá-lo em consequência.

Não esqueça que é o servidor que instrui o navegador a criar cookies. Portanto, é o próprio servidor que espera estes cookies nos pedidos HTTP. Não receber cookies significaria que o pedido é suspeito, e o servidor poderia decidir bloqueá-lo. Ao colocar o cookie certo, os raspadores da web rastejam as páginas web sem levantar suspeitas.

Tenha também em mente que os cookies contêm informações sobre uma determinada sessão do usuário. Assim, ao forjar os cookies adequados, pode enganar o servidor, fazendo-o acreditar que cada pedido vem de um usuário diferente. Isto tornará mais difícil identificar, localizar e bloquear o seu script de raspagem da web.

Lidar com cookies quando se raspam dados da web é fundamental, mas não é fácil. É por isso que deve contar com uma ferramenta de raspagem avançada, totalmente equipada e moderna, tal como o IDE para Raspador da Web de Bright Data. Com tal ferramenta, pode facilmente gerir os cookies de HTTP.

Em detalhe, o IDE para Raspador da Web irá ajudá-lo a extrair toneladas de dados da web enquanto contorna todas as tecnologias antirraspagem, tais como CAPTCHAs. Além disso, a Bright Data oferece diretamente conjuntos de dados de alta qualidade e prontos a usar. Compre-os para ter acesso a uma quantidade impressionante de dados. Para uma solução ótima de proxy de cookies pode utilizar o Desbloqueador da Web de Bright Data onde pode permanecer indetetável com um repositório em expansão de cookies de navegador específicos do sítio.  

Resumo

Neste artigo, aprendeu o que são os cookies de HTTP, porquê e quando são úteis, e como utilizá-los para raspar a web. Os cookies são pequenos ficheiros de texto armazenados pelo navegador web e utilizados para lembrar informações sobre a sua sessão de navegação. Como viu aqui, eles vêm a calhar numa variedade de cenários e casos de utilização. Ao mesmo tempo, trazem também alguns desafios e preocupações. Em particular, lidar com eles quando se trata de raspagem da web pode não ser fácil.

Por esta razão, deve considerar uma solução de raspagem da web como o IDE para Raspador da Web, que vem com tudo o que precisa para raspar sem esforço os dados da web. Pode adquirir diretamente um dos vários conjuntos de dados completos disponíveis em Bright Data. Caso contrário, pode considerar a utilização do Desbloqueador da Web como uma solução com 99,9% de sucesso.  

More from Bright Data

Datasets Icon

Get immediately structured data

Access reliable public web data for any use case. The datasets can be downloaded or delivered in a variety of formats. Subscribe to get fresh records of your preferred dataset based on a pre-defined schedule.

Web scraper IDE Icon

Build reliable web scrapers. Fast.

Build scrapers in a cloud environment with code templates and functions that speed up the development. This solution is based on Bright Data's Web Unlocker and proxy infrastructure making it easy to scale and never get blocked.

Web Unlocker Icon

Implement an automated unlocking solution

Boost the unblocking process with fingerprint management, CAPTCHA-solving, and IP rotation. Any scraper, written in any language, can integrate it via a regular proxy interface.

Ready to get started?